Contato e Redes Sociais

Meditação e divagação mental

Meditação e divagação mental
Diego Nogueira

Diego Nogueira

Meditação e divagação mental

Meditação não diz respeito a controlar seus pensamentos, mas sim a não deixar que seus pensamentos controlem você!

A divagação mental faz parte do ser humano. Quando estamos tentando conquistar algo e nossa mente está em outro lugar qualquer, desperdiçamos muita energia ao invés de focar na tarefa que deveríamos executar.

A meditação é para o seu cérebro como a atividade física é para o seu corpo. Se treinar os músculos para aumentar a força e a flexibilidade, melhorará o seu desempenho corporal. Você será mais forte e ágil. Os músculos fortalecidos ajudam seu corpo a executar o que precisa ser feito. Se seu físico for forte, ele vai te ajudar e te servir. Já se estiver fraco, ele não será capaz de ajudá-lo(a). Na verdade pode até se tornar um obstáculo para você.

O mesmo princípio se aplica à mente. A meditação torna a mente forte e focada. Se sua mente estiver focada, ela funcionará com mais eficiência, será mais eficaz. Por outro lado, se sua mente estiver desfocada, você facilmente se distrairá. Por exemplo: se tivermos estresse, uma mente focada ajudará a resolver os problemas que estão causando o estresse. Porém, se a mente não estiver focada, o estresse pode simplesmente aumentar, ou ainda podemos acabar tendo comportamentos autodestrutivos para lidar com ele. Se a mente está divagando, não podemos realizar o que queremos, porque estamos constantemente distraídos(as). A mente desfocada é como se fosse o corpo sem força e resistência muscular.

Como a meditação torna nossas mentes mais fortes e focadas? Experimente este exercício:

Sente-se em uma posição confortável. Feche seus olhos. Imagine que você está em um lugar lindo (usar a imaginação ajuda a aquietar a mente). Esboce um leve sorriso nos lábios. Quando você sorri, é mais fácil aquietar suas emoções. Respire naturalmente e o mais lento possível. Agora você está pronto(a) para iniciar seu treinamento de meditação. Pouse sua atenção em um único ponto… Pode ser a imagem de uma flor, a chama de uma vela, um pôr do sol, uma lua cheia … Imagine que esta imagem prende sua atenção. Depois de escolher uma imagem, não a altere. Permaneça focado(a) nela. Enquanto se concentra na imagem, sua mente irá pular por todos os tipos de pensamentos. Então você se dará conta do quanto sua mente divagou, talvez por uns dez pensamentos diferentes. Você então volta novamente sua atenção para a imagem.

Isso irá acontecer mais uma vez, e outra, e outra. Você vai achar que não é capaz de meditar. Na verdade, a dispersão mental e o retorno da atenção ao objeto de meditação fazem parte do processo meditativo. Ao continuar treinando repetidamente, irá perceber sua mente divagando cada vez menos. É normal que depois de algum tempo de treinamento você perceba rapidamente quando sua mente dispersa. Com a constância sua mente passará a permanecer concentrada em um único ponto, ao invés de divagar. Sua mente estará mais forte e focada.

E os pensamentos que ocorrem durante a meditação? E se eles parecerem importantes?

Você só precisa tomar conhecimento desses pensamentos, sem se prender a eles, e logo em seguida voltar ao treinamento de meditação. Pensamentos aparentemente importantes podem surgir, mas parecerão importantes apenas porque a mente deseja controlar os pensamentos. De qualquer forma, escolha continuar com a meditação. Os pensamentos profundos e importantes voltarão quando você terminar o exercício. Este processo de abandonar os pensamentos espontâneos que surgem, e retornar a atenção à imagem, é a maneira que treinamos para atingir a meditação.

A meditação reduz o estresse, porque treinamos nossas mentes para estarem focadas e no momento presente. Economizamos energia valiosa para utilizar na conquista dos nossos objetivos. Gastamos menos tempo nos preocupando com as incertezas do futuro ou lamentando os eventos do passado. Estar focado(a) e mais presente são ingredientes indispensáveis para a felicidade. A divagação mental é uma fonte de estresse e consequentemente de infelicidade. Pode-se pensar que a divagação mental é resultado de infelicidade, mas, na realidade, é o oposto. O vídeo abaixo tem cerca de 10 minutos e é uma explicação fascinante da conexão entre divagação da mente e infelicidade.

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no print
Compartilhar no email
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Agende uma entrevista

Inscreva-se na nossa newsletter