Boa Alimentação
Boa Alimentação
melina.flores

melina.flores

Boa Alimentação

“Tentar adquirir experiência apenas na teoria
é como tentar matar a fome apenas lendo o cardápio”
Anônimo

A alimentação consciente é indispensável para o nosso desenvolvimento pessoal. Cozinhar, conhecer e criar novos sabores podem vir a ser, principalmente, um hábito cultural.

A definição de qualidade de vida proposta pelo escritor DeRose diz: Adotarmos hábitos que promovam a funcionalidade do corpo, do emocional e do mental, é o aprimoramento das nossas habilidades através do trinômio: boa forma, boa cabeça e boa alimentação.

Tratando-se de boa alimentação, é preciso entender que tudo o que ingerimos se transforma em combustível que mantém o nosso corpo em atividade. Existem maneiras originais de se alimentar com qualidade nutricional e sabor, auxiliando na maior consciência corporal e em nosso desempenho diário.

Alimentação é um assunto que, a princípio, pode parecer complexo, já que esbarramos no dia a dia com inúmeras propostas de sistemas alimentares, cada um com pontos de vista e argumentos bem convincentes. Mas para solucionar esse emaranhado de ideias que mistificam as nossas escolhas pessoais, sugiro sempre se basear num critério simples e na opinião de que “mais vale um bom prato de comida saudável e delicioso do que um milhão de argumentos” – ouvi isso de uma grande Professora, a Rô de Castro. Com isso em mente, é necessário também perceber que se alimentar, antes de qualquer coisa, deve ser uma atividade prazeirosa e isso envolve manter as pessoas queridas na mesa. Dessa forma, não vamos ceder aos excessos e impor aos demais a forma como pensamos a alimentação. Compreenda a escolha de cada um sem esquecer de fazer a sua!

Mas de fato o que seria uma proposta autêntica de boa alimentação? Boa alimentação pode ser aquela que nutre e alimenta,  aquela que não engorda, a bem elaborada – de excelente procedência – bem montada num prato para que seja uma obra de arte – tanto na aparência quanto no sabor – aquela que dê saúde ou a que não prejudique o meio ambiento e também poupe as espécies? Qual destas você acha que seria a melhor proposta? Em verdade, podemos dizer que quando pensamos em alimentação saudável, por uma perspectiva mais ampla sobre o assunto, é necessário englobar todos esses aspectos.

Ao reformular os nossos hábitos alimentares é natural notar alterações significativas na nossa energia e vitalidade. É inevitável que, após algum tempo de vivência sobre essa nova realidade biológica – uma melhor disposição e digestão – passemos a decidir o que entra em nosso corpo com muito mais carinho, cuidado e atenção. Com uma maior consciência sobre a influencia da alimentação na nossa capacidade de criar, inovar e usufruir de uma maior qualidade de vida e alta performance, a transformação dos nossos hábitos se tornam um mecanismo espontâneo.

Como comida de qualidade e saborosa não se encontra em qualquer esquina, é uma consequência deste processo desenvolver as habilidades de um Gourmet. Sua parceira ou parceiro e a sua família serão os maiores beneficiados logo depois de você! Já se tratando dos amigos, estes irão tirar uma com a sua cara. Mas logo não vão resistir ao deleite de uma comida bem preparada. Desfrute, experimente, suas habilidades com temperos e condimentos podem virar referência! 🙂

spices-herbs

“Para cozinhar você não precisa de coisas caras e sofisticadas.
Você precisa apenas de ingredientes frescos e simplicidade.”
Julia Child

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no print
Compartilhar no email
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Agende uma visita

Próximos Eventos

Não existem eventos futuros deste vez.

Inscreva-se na nossa newsletter